É Corno mesmo!

Seu delegado! Eu fui chifrado pela minha mulher!
— Calma, relaxe… primeiro vamos preencher a sua ficha. Qual é o seu nome?
— Cornélio.
— Nascido onde?
— Em Cornélio Procópio.
— Data de nascimento?
— Dez de janeiro de 1969!
— Hum! Capricórnio… E qual é sua profissão?
— Eu toco corneta.
Aí, o delegado não aguentou, largou a caneta e falou:
— Olha, meu senhor, não dá para a gente fazer nada! O senhor é um predestinado!