Em seu leito de morte

O marido estava em seu leito de morte e chamou a esposa. Com voz rouca e já bem fraca, diz à mulher:
– Meu bem, chegue mais perto. Eu quero lhe fazer uma confissão!

– Não, não – respondeu a mulher. – Sossegue e fique quietinho aí, porque você não pode fazer esforço.

– Mas mulher – insistiu o marido. – Eu preciso morrer em paz! Eu quero confessar uma coisa que está me atormentando!

– Está bem, está bem! Pode falar!

– É o seguinte. Eu transei com a sua irmã, com a sua mãe e com a sua melhor amiga!

– Eu sei, eu sei – disse a mulher. – Foi por isso que eu te envenenei, seu filho da p…