Portugal na Guerra

Guerra. Portugal resolve apoiar o Iraque contra os Estados Unidos. Um comandante Americano tem uma idéia:
– Olha só! Já sei de um jeito de matar boa parte dos portugueses! Fiquei sabendo que lá tem muito Joaquim e Manoel. Um de nós chama um desses nomes. Quando eles se levantarem da trincheira para responder, a gente atira!
Assim, um deles se levantou e gritou:
– Manoel! Metade da tropa dos portugueses se levanta:
– Ora, pois não?
– Ratatatata…
Morrem todos os Manoeis. O outro Americano se levanta e grita:
– O Joaquim! A outra metade dos portugueses levanta:
– Ratatatata-
Morrem todos os Joaquins, mais ainda sobraram dois portugueses. De repente um vira para o outro e diz:
– Já sei! Vão usar a mesma tática deles! Eu sei que tem muito John na América. A gente chama, e quem for John vai se levantar. Assim, nós matamos um monte!
Dito e feito. Levanta-se um dos portugueses e grita:
– John!
E para surpresa dos dois gajos, levanta-se da trincheira toda tropa americana, que diz:
– Ah, ah, ah! Aqui não tem nenhum John! E abaixaram-se rapidamente.